Serviços Conectados

Rádio

Followers

Link-me

Postagens populares

Publicidade

Tecnologia do Blogger.
I made this widget at MyFlashFetish.com.

O Idoso Pode Gerar Filhos com Mais de 80 Anos!

Postado por Psicologa Fernanda Nascimento quinta-feira, 3 de maio de 2012


O homem tem virilidade mesmo depois dos 80 anos de idade

   A idade não é fator de impedimento para que um homem na terceira idade, seja impedido de ter uma vida sexual ativa, e muito menos de reproduzir. Os fatores que irão influenciar nesse processo, é a qualidade de vida desse idoso.
   Para que o idoso tenha uma vida normal e cheia de virilidade, vai depender de suas condições físicas, psicológicas, sócio-econômica, e a forma como lida com sua saúde.Velhice não é fim de vida, é apenas transformações que acontece na vida de todo ser humano e que a continuidade de suas atividades sexuais, não depende dos processos do envelhecimento, mais sim de uma vida regrada e equilibrada.
   
   Existe alguns fatores importante:


  1. Alimentação equilibrada;
  2. Ausência de bebidas alcoólicas;
  3. Ausência de tabagismo;
  4. Prática de atividade Física Ativa;
  5. Presença médica constante;
  6. Leitura diária;
  7. Ausência de stress;
  8. Lazer; 

São algumas dicas importante para quem quer ter uma vida sexual ativa e poder gerar filhos sem prolemas ou dificuldades.

Vejamos!


Andropausa
As transformações biológicas e psiquicas do homem de meia idade



A andropausa é a chamada "crise do homem", um fenômeno de ordem psicosocial e cultural que ocorre a partir dos 45 ou 50 anos e que vai até 60 anos em diante. Na área sexual, sobretudo, se centraliza a temática deste problema, principalmente quando o homem não se orientou e não conseguiu da vida tudo o que quis realizar, ou seja, seus objetivos e seus ideais, o que baixa a sua autoconfiança e sua auto-estima, detonando um processo de culpa que, às vezes, gera uma inevitável e conseqüente condenação a não ser mais o mesmo.Em qualquer idade o homem pode ter distúrbios do desejo sexual, da ereção e da ejaculação. Mas, uma falha sexual de qualquer destes tipos, que caracterize uma impotência orgástica, pode fazer surgir a indesejável e amedrontadora idéia do "estou ficando velho. Tudo acabou". Na realidade, isso mostra um despreparo do homem pela falta de conhecimento desta tão importante fase da sua vida, devido aos mitos, preconceitos e à falta de informação, que podem acionar fatores psicológicos desencadeantes do mito de que "está chegando a hora" e não de que é um "problema da idade" que merece uma boa orientação e um tratamento adequado.Muito embora a espermatogênese vá até uma idade avançada, ou seja, a capacidade reprodutiva do homem vá até 80 a 90 anos ou mais, de repente o homem descobre no espelho que as rugas aumentaram, as entradas na testa se alongaram, as gordurinhas se localizaram, a barriga ficou proeminente e nem dá para enxergar o órgão sexual ou mesmo os pés... Mas existem muitos homens que, para se desvencilhar de suas obrigações afetivas, usam o pretexto de que "estou cansado, é a idade".Já outros se sentem privados de sua liberdade de sair e de ficar com os amigos quando a mulher quer controlar suas vidas. Estes deixam acontecer a andropausa para se verem livres de suas mulheres mas, a bem verdade, ao não expor os seus verdadeiros sentimentos, acabam se prejudicando, deixando de viver bem consigo mesmos, esquecendo-se de que a sexualidade é como o vinho: quanto melhor praticada melhor se torna o prazer.Os sintomas característicos desta fase do homem são o cansaço, as diminuições do tônus muscular, da força, da audição e da visão, a depressão, a redução do interesse sexual, a dificuldade e a falha da ereção, a falha da ejaculação e o atraso da mesma, relações deficientes ou incompletas, a perda progressiva da memória com esquecimentos freqüentes, insônia, perda da potência sexual, excessiva transpiração, alteração do humor, irritabilidade, insegurança, depressão, sentimento de solidão e a redução da autoconfiança e da auto-estima.Como, aparentemente, não há mudanças hormonais significativas, toda esta gama de sintomas ocorrem devido a fatores psicosocioculturais, à sutil diminuição da testosterona, o hormônio masculino cuja queda ocorre lenta mas progressivamente, à monta de 1% ao ano até chegar ao limite inferior da normalidade, e também à sutil baixa da androsterona. Não se deve esquecer de que o processo de envelhecimento está muito relacionado à arteriosclerose, enfermidade que atinge todo o sistema vascular arterial, endurecendo e diminuindo a luz dos vasos, reduzindo o aporte sangüíneo e a oxigenação e, conseqüentemente, a nutrição do organismo em geral.Com os complexos da fase etária, parece que o homem andropáusico sofre a influência do estigma da aposentadoria e finge que está na "idade do lobo". Assim, ele nega o que o espelho lhe mostra, pinta os cabelos, ilude-se de que está no auge da potência, conta vantagens, se comporta como adolescente, e sai de braços dados com uma mocinha para gerar olhares e comentários que lhe massageiam o seu ego, por pura auto-afirmação.Na realidade, para o homem informado a andropausa não é uma crise, e sim uma importante fase de amadurecimento na qual ele deve despertar, com razão e sabedoria, as suas virtudes e seus verdadeiros valores. Para que isto ocorra, o homem inteligente deve recorrer às terapias que melhor lhe convierem, propiciando uma melhor qualidade de vida a fim de reestabelecer o seu estado de saúde e não se tornar suscetível a adoecer daquilo que ele pode prevenir.Na maioria dos casos, o tratamento engloba uma terapêutica à base de remédios homeopáticos, ortomoleculares e florais; orientação alimentar incluindo peixes, hortaliças e frutas, com diminuição dos açúcares, gorduras e sal; evitar o fumo e o sedentarismo; exercícios adequados; suplementação de vitaminas, sais minerais, oligoelementos, antioxidantes, aminoácidos... Enfim, tudo para melhorar o estado de saúde mental e orgânico, a potência sexual, o condicionamento físico, a neurotransmissão dos estímulos sexuais e a massa muscular corporal.
*Eduardo Lambert é clínico geral e homeopata e autor dos livros: A Terapia do Riso, A Terapia do Beijo, Pensamentos de Luz, Matéria Médica e Terapia Floral do Dr. Bach, A Terapia da Respiração.
Este texto foi gentilmente cedido para publicação pela Revista Catharsis. Para conhecer, acesse: www.revistapsicologia.com.br




0 comentários

Postar um comentário

Não só comente! Elabore uma grande critica ou opinião favorecedora!

Buscar

Translator

Hora

Psicologa

Psicologa
Sou Funcionária Pública Federal e Psicóloga Graduada na Faculdade CESMAC, especializada nas áreas Jurídica, Clínica e Escolar. Pós Graduada em Vigilância à Saúde, pela Universidade Federal de Alagoas- UFAL.
Psicologa online?
Estando verde, clique no ícone para contato com Fernanda!

Visualizações no Blog

Histórico

Observação

Para todos visitantes e membros quero logo avisar que as minhas opiniões estão em vermelho em todas as postagens!

Ops: E para terem uma melhor leitura das postagens cliquem no "Continue lendo" dessas postagens e todo conteúdo será esboçado!

Descubra o que se passa em:

http://www.bispomacedo.com.br

Agregador

LinkLog
Agradeço ao LinkLog pelo grande tráfego de visualizações que me tem concedido!
Ocorreu um erro neste gadget
Fique sempre atualizado!
Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail.
Widget by MundoBlogger Instale este widget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...