Serviços Conectados

Rádio

Followers

Link-me

Postagens populares

Publicidade

Tecnologia do Blogger.
I made this widget at MyFlashFetish.com.

O Que um Abraço pode Fazer!

Postado por Psicologa Fernanda Nascimento domingo, 26 de fevereiro de 2012







Será que um abraço pode curar feridas e doenças?

   O abraço tem um poder incrível, através dele podemos descarregar boa parte de energia acumulada nas células, e nos deixa mais leve e confortável, nos deixa mais livre de ondas negativas, sem falar do prazer e satisfação que traz. Um abraço pode curar feridas da alma e doenças físicas e psicológicas.
   Seja qual for as circunstancias da vida, não esqueça que abraçar alguém ou ser abraçado, poderá lhe trazer o maior dos benefícios que a vida poderá lhe oferecer.Quem abraça tem uma capacidade muito menor de adquirir doenças, de estar de mau humor, abraçara é uma forma de sentir o outro, de expressar seus sentimentos, de passar afeto, quem abraça tem um número maior de amigos, tem um relacionamento saudável, e um lar completamente feliz, o abraço ajuda a alongar o corpo e tonar ossos e músculos mais resistentes. O abraço pode até dar vida a quem não tem mais nenhum vigor.Um abraço pode devolver a alguém o ar da graça de viver, pode afastar qualquer má impressão causada.Pode salvar um doente num leito de hospital, pois seu calor é tão forte que pode causar impactos dentro de seu ser.


Comprove!
  Segundo o Dr. Harold Voth, psiquiatra da Universidade de Kansas, disse: O abraço é o melhor tratamento para a depressão.Objetivamente, ele faz com que o sistema imunológico do organismo seja ativado.

    Abraçar traz nova vida para um corpo cansado e faz com que você se sinta mais jovem e mais vibrante.

No lar, um abraço todos os dias reforçará os relacionamentos e reduzirá significativamente os atritos.

Helen Colton reforça este pensamento: Quando a pessoa é tocada, a quantidade de hemoglobina no sangue aumenta significativamente. Hemoglobina é a parte do sangue que leva o suprimento vital de oxigênio para todos os órgãos do corpo, incluindo coração e cérebro.
O aumento da hemoglobina ativa todo o corpo, auxilia a prevenir doenças e acelera a recuperação do organismo, no caso de alguma enfermidade.
É interessante notar que reservamos nossos abraços para ocasiões de grande alegria, tragédias ou catástrofes.
Refugiamo-nos na segurança dos abraços alheios depois de terremotos, enchentes e acidentes.
Homens, que jamais fariam isso em outras ocasiões, se abraçam e se acariciam com entusiasmado afeto, depois de vencerem um jogo ou de realizarem um importante feito atlético.
Membros de uma família, reunidos em um enterro, encontram consolo e ternura uns nos braços dos outros, embora não tenham o hábito dessas demonstrações de afeição.
O abraço é um ato de encontro de si mesmo e do outro. Para abraçar é necessário uma atitude aberta e um sincero desejo de receber o outro.
Por isso, é fácil abraçar uma pessoa estimada e querida. Mas se torna difícil abraçar um estranho.
Sentimos dificuldade em abraçar um mendigo ou um desconhecido. E cada pessoa acaba por descobrir, em sua capacidade de abraçar, seu nível de humanização, seu grau de evolução afetiva.
É natural no ser humano o desejo de demonstrar afeição. Contudo, por alguma razão misteriosa, ligamos ternura com sentimentalidade, fraqueza e vulnerabilidade. Geralmente hesitamos tanto em abraçar quanto em deixar que nos abracem.
O abraço é uma afirmação muito humana de ser querido e de ter valor.
É bom. Não custa nada e exige pouco esforço. É saudável para quem dá e quem recebe.
* * *
Você tem abraçado ultimamente sua mulher, seu marido, seu pai, sua mãe, seu filho?
Você costuma abraçar os seus afetos somente em datas especiais?
Quando você encontra um amigo, costuma cumprimentá-lo simplesmente com um aperto de mão e um beijo formal?
A emoção do abraço tem uma qualidade especial. Experimente abraçar mais.
Vivemos em uma sociedade onde a grande queixa é de carência afetiva.
Que tal experimentar a terapia do abraço?

   

Mãe diz que salvou filho prematuro apenas com abraço!




  Reprodução/DailyMail
    Quando recebeu a notícia que seu filho não tinha sobrevivido, Kate desenrolou Jamie do cobertor, colocou perto de seu peito e começou a conversar com ele. "Ele era muito mole. Seus pequenos braços e pernas estavam apenas caindo fora de seu corpo. Dissemos a ele qual era seu nome e que tinha uma irmã”, disse ao jornal Daily Mail. Depois de duas horas de conversar com o filho, tocá-lo e acariciá-lo, ele começou a mostrar sinais de vida. Em seguida, após sua mãe colocar um pouco de leite materno no dedo e dar a ele, o bebê começou a respirar. 




2 comentários:

  1. Fernanda,
    um abraço pode curar isso e muito mais. Pena que estamos deixando o hábito de abraçar mais as pessoas.
    É uma pena.
    Eu particularmente adoro abraçar e se abraçada e isso conforta minha alma. Mas vejo ao meu redor pessoas ainda muito resistentes ao toque.
    Bela postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! É verdade um abraço pode fazer muito bem a nossa saúde e causar bem estar em todos os aspectos, um abraço!

      Excluir

Não só comente! Elabore uma grande critica ou opinião favorecedora!

Buscar

Translator

Hora

Psicologa

Psicologa
Sou Funcionária Pública Federal e Psicóloga Graduada na Faculdade CESMAC, especializada nas áreas Jurídica, Clínica e Escolar. Pós Graduada em Vigilância à Saúde, pela Universidade Federal de Alagoas- UFAL.
Psicologa online?
Estando verde, clique no ícone para contato com Fernanda!

Visualizações no Blog

Histórico

Observação

Para todos visitantes e membros quero logo avisar que as minhas opiniões estão em vermelho em todas as postagens!

Ops: E para terem uma melhor leitura das postagens cliquem no "Continue lendo" dessas postagens e todo conteúdo será esboçado!

Descubra o que se passa em:

http://www.bispomacedo.com.br

Agregador

LinkLog
Agradeço ao LinkLog pelo grande tráfego de visualizações que me tem concedido!
Ocorreu um erro neste gadget
Fique sempre atualizado!
Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail.
Widget by MundoBlogger Instale este widget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...