Serviços Conectados

Rádio

Followers

Link-me

Postagens populares

Publicidade

Tecnologia do Blogger.
I made this widget at MyFlashFetish.com.

Máscaras sua Bengala!

Postado por Psicologa Fernanda Nascimento segunda-feira, 5 de março de 2012



Mascaras Você Usa?


    Todo ser humano se utiliza das máscaras para se portarem ao meio em que vivem, de acordo com o ambiente você escolhe que máscara usar, até se adaptar ao meio social, diz respeito a nossa personalidade, e assim nos apresentamos diante das pessoas da forma que gostaríamos ser reconhecidos.
   Máscaras significa a nossa Persona, ou seja, é o nosso caráter no qual assumimos diante da sociedade, assim conseguimos nos relacionar com os outros, é o nosso estilo de vida no qual escolhemos, a Persona é a expressão disfarçada da alma, pode ser positiva ou negativa.

   Para não sermos prejudicados moralmente, a Persona serve para proteger o Ego e a Psique das adversidades que a sociedade lhe pressiona. A máscara nos ajuda de maneira consciente a se portar diante do meio, não é preciso retirar essa máscara,basta aprender a conviver com ela, e ao longo do tempo não iremos mais precisar dela, pois já estaremos prontos para enfrentar o mundo, e nos portar de maneira mais sociável, intelectual, e com um Espírito   preparado,assim com um desenvolvimento favorável da nossa identidade, e não precisaremos mais de bengalas para nos sustentar.

  Esse Termo Máscara foi utilizado Pelo Psiquiatra Carl Gustav Jung, Significado em Latim que indica a máscara que o ator teatral, tanto cômico como trágico, punha no próprio rosto no decorrer da representação. Usado para designar indiferentemente um aspecto da personalidade, da psique coletiva ou mundana que se encontra dentro da própria personalidade; uma estrutura da psique e, portanto, uma das subpersonalidades que giram ao redor do Eu, cuja relação com o próprio Eu muda continuamente no curso da vida; a imagem que o indivíduo mostra externamente, e enquanto tal um dos aspectos mais exteriores do próprio indivíduo; papel ou o “status social” do indivíduo nas relações com o mundo (cultural e social, e portanto, o aspecto que ele assume nas relações com a cultura e com a sociedade.

   

Vejamos como Carl  Gustav Jung descreve a Persona
 autoconhecimento  
autoconhecimento

autoconhecimento

O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO







Carl Jung RevolutionsCarl Jung Revolutions


:: Acid :: 

"O conhecimento baseia-se não somente na verdade, mas no erro também".

Arquétipos

São imagens recorrentes no inconsciente coletivo (formas-pensamento), que expressam e definem uma situação. São mais que um ícone, pois contêm uma grande carga de emoção (além da informação) que é transmitida a quem vê. Ex: Jesus na cruz simboliza um arquétipo de ser bondoso que sofreu injustamente e resignado, o que causa um efeito anestésico (inconsciente) em quem está passando por provações (por identificação). Já Trinity se tornou (pra muitos) um arquétipo feminino desta geração, assim como Marilyn Monroe o foi para a geração dos anos 60. Uma vez que esses arquétipos são assimilados pela pessoa, são trabalhados individualmente, podendo até assumir o controle da personalidade (no caso da Sombra). Não é preciso entrar em contato sensorial com os arquétipos para que eles atuem, já que cada indivíduo nasce com acesso a toda a "Biblioteca de Arquétipos", via Inconsciente Coletivo.

Persona
É a máscara usada pelo indivíduo em resposta às convenções e tradições sociais e às suas próprias necessidades arquetípicas internas. É o papel que a sociedade lhe atribui, que espera que você represente na vida. O propósito da máscara é produzir uma impressão definitiva nos outros e, muitas vezes, embora não obrigatoriamente, dissimula a verdadeira natureza do indivíduo, em oposição à personalidade privada, que existe por trás da fachada social. Se o ego se identificar com a 'persona', como freqüentemente o faz, o indivíduo terá mais consciência do papel que está representando do que de seus sentimentos genuínos. Será sugado pelo personagem, tornando-se um alienado de si mesmo e toda a sua personalidade toma um aspecto superficial e bidimensional. (a persona assemelha-se, em certos casos, ao superego, de Freud) Ler Mais



   



0 comentários

Postar um comentário

Não só comente! Elabore uma grande critica ou opinião favorecedora!

Buscar

Translator

Hora

Psicologa

Psicologa
Sou Funcionária Pública Federal e Psicóloga Graduada na Faculdade CESMAC, especializada nas áreas Jurídica, Clínica e Escolar. Pós Graduada em Vigilância à Saúde, pela Universidade Federal de Alagoas- UFAL.
Psicologa online?
Estando verde, clique no ícone para contato com Fernanda!

Visualizações no Blog

Histórico

Observação

Para todos visitantes e membros quero logo avisar que as minhas opiniões estão em vermelho em todas as postagens!

Ops: E para terem uma melhor leitura das postagens cliquem no "Continue lendo" dessas postagens e todo conteúdo será esboçado!

Descubra o que se passa em:

http://www.bispomacedo.com.br

Agregador

LinkLog
Agradeço ao LinkLog pelo grande tráfego de visualizações que me tem concedido!
Ocorreu um erro neste gadget
Fique sempre atualizado!
Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail.
Widget by MundoBlogger Instale este widget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...